Arquivo da tag: GIMP

inkscape

Dê um novo visual ao Inkscape e ao Gimp

Por muito tempo hesitei em mudar do consagrado Fireworks 8 para o Inkscape. Primeiro, devido a preguiça mesmo, segundo, devido a um apelo visual mais chamativo, além dos filtros e efeitos prontos que o FW traz e o Inkscape não, mas caí na real que as duas ferramentas são voltadas para áreas diferentes. Então, parti para o “vamos ver”. Não sei mais viver sem o Inkscape (tá, exagerei, mas vocês me entenderam).

Para quem não conhece, o Inkscape é Continuar lendo

Arte, design e dependência de ferramentas: quando a arte encontra a liberdade

// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
//
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
// < ![CDATA[
//
Não é preciso ser um grande artista para produzir arte, assim como alguns grandes designers não são tão bons em técnicas, mas sim em ferramentas.

Na manha desta terça-feira, ao abrir meu Facebook, me deparei com uma arte pura, não-tão-simples e apaixonante: confira:

Durante meus cinco anos e pouco de blogueiro, não foi difícil encontrar artes de boa qualidade produzidas com software livre. Nos últimos meses tenho encontrado em alguns eventos o genial Cadunico, conhecido designer de ferramentas livres, mas a diferença entre a arte acima e a arte produzida por designers conceituados é que o artista não é designer por formação. Pelo menos não ainda.

José Janailson Leite, um jovem pernambucano vem aos poucos mostrando talento com o seus desenhos feitos a mão e tratados no Gimp, ou mesmo algumas vetorizações no Inkscape e acabou de montar seu ainda tímido portfólio no DeviantArt.

Visite o portfólio de Janailson e conheça mais artes feitas com talento e software livre:

Arte "Adelaide"
Janailson tem um estilo único de traços e apoia seu talento em ferramentas livres

Durante muito tempo, procurei designers e profissionais da área das artes gráficas para produzirem algo com software livre a fim de montar um estudo de caso, mas a maioria destes profissionais estão presos às ferramentas que usam: Photoshop, Ilustrator, Corel Draw, 3DS Max. A técnica e a vontade de aprender algo novo são suplantadas por posições de ícones na tela e uma ou outra funcionalidade que pode ser alcançada com outras técnicas.

Janailson, Cadunico e outros artistas do software livre conseguem ir além daquilo que a indústria quer: mostram que com muito pouco ou quase nada de custo, é possível sobreviver em um mundo lotado de cachorrinhos adestrados pelas ferramentas proprietárias, vão além e mostram que a técnica apenas se apoia nas ferramentas, não o inverso.

Outro exemplo frequentemente citado por aqui são os trabalhos do estúdio OVNI VFX, que utiliza o software Livre Blender para renderizar excelentes comerciais da televisão brasileira.

Um dos principais papéis do software livre na minha concepção, que é o de inclusão social, digital e ascensão, está cumprido. Janailson, com um espírito empreendedor, poderia abrir um curso de design livre, ou mesmo montar seu estúdio e viver da arte que produz, assim como Cadunico e outras feras do design livre.

GIMP 2.8

Multimidia no Ubuntu: GIMP 2.8 ganha repositório para o Precise

Dia desses falei do GIMP 2.8, e que seria possível instalá-lo rodando um script que baixa todas suas dependências direto do gitHub. Muito legal, mas as coisas poderiam ser melhores na hora de instalar… e não é que ficaram?

O GIMP 2.8 acabou de desembarcar em um repositório, pronto para o Ubuntu Precise. Isso significa que atualizações serão recebidas juntos com as atualizações de sistema.

GIMP 2.8
Agora, além de janelas únicas, o GIMP abre imagens em abas

Para você que instalou via Script, simplesmente abra o Nautilus como root (ou sudo nautilus no Terminal), acesse Sistema de Arquivos > opt e delete a pasta gimp-2.8.

Após deletar a pasta do GIMP feche o Nautilus e insira os comandos abaixo:

rm .local/share/applications/gimp2.8RC1.desktop
(este comando apaga o atalho do GIMP2.8 instalado via Script)

sudo add-apt-repository ppa:otto-kesselgulasch/gimp
sudo apt-get update
sudo apt-get install gimp


Gimp 2.8

Gimp 2.8 entra em fase final de testes

O GIMP, um dos maiores softwares de edição de imagens de código aberto, depois de anos sem uma nova versão oficial, acabou de ganhar um Release Candidate, que é uma versão de testes finais antes do lançamento oficial.

Gimp 2.8Em produção desde 2009, o GIMP 2.8 traz melhorias necessárias para a adoção da plataforma por pessoas que ainda viam neste programa um tipo confuso de editor. Confira:

  • Modo Janela única, que, opcionalmente exibe imagens e diálogos encaixáveis em apenas uma janela.
  • Grupos de camadas suporte organização de camadas em estrutura do tipo árvore.
  • Editar texto com a ferramenta Text Tool agora é realizada em uma camada, ao invés de uma janela à parte. Misturar diferentes textos em uma mesma camada agora é possível.
  • Salvar e exportar são atividades separadas. A opção Salvar apenas salvará no formato nativo do GIMP, que é o XCF.
  • Entrada de tamanhos agora suporta expressões matemáticas simples, como  “50%”, “30in + 40px” ou “4 * 5.4in”.
  • As engines dinâmicas de pincel foram expandidas consideravelmentem tornando quase todos os aspectos do pincel controláveis por uma infinidade de entradas, todas configuráveis com suas próprias curvas de resposta.
  • Agora é possível salvar os estados de configurações das ferramentas com nomes  significativos.
  • Uma nova ferramenta de transformação Gaiola foi adicionada, a implementação de uma abordagem inovadora para a transformação livre, a qual torna possível deformar objetos usando um quadro definido pelo usuário.
  • Novos widgets, configuração e outras melhorias para dispositivos avançados (como mesas de desenhos/tablets).
  • Agora é possível etiquetar recursos do GIMP, como pincéis.
  • Dezenas de outras melhorias e correções.
GIMP 2.8
Agora, além de janelas únicas, o GIMP abre imagens em abas

Para instalar o GIMP 2.8 RC1 em seu sistema baseado em Linux, baixe o Script de instalação do GIMP, hospedado no GitHub, aplique a permissão de execução e execute-o. O download das dependências e do GIMP poderá ser superior à 400MB.

Download do script de instalação do GIMP 2.8

Para aplicar a permissão de execução, caso esteja utilizando o Ubuntu ou outro sistema que tenha como gerenciador de arquivos o Nautilus, clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo, selecione a aba Permissões e marque a opção “Permitir a execução do arquivo como um programa”.

Lembre-se que esta é uma versão de testes do programa, sendo assim, mesmo que em Release Candidate, está sujeito à falhas.