Arquivo da tag: Green Lantern

Papo Geek: Lanterna Verde Gay

Um tremendo absurdo o que as editoras estão fazendo para chamar a atenção de novos leitores para suas HQs, como o caso recente da revelação de que Alan Scott, o Lanterna Verde original é gay.

Não tem a ver com o fato da sexualidade do herói ser de interesse de muitos, mas neste caso e como a midia passou e como as pessoas leigas entenderam, a coisa não é realmente como está pintada. Vamos aos fatos:

Green Lantern Corps

Lanterna Verde não é apenas uma pessoa. Lanterna Verde é um cargo, como um cargo de policial, investido pelos Guardiões do Universo. A Tropa dos Lanternas Verdes possui centenas (ou milhares) de agentes Lanternas Verdes e estes Lanternas Verdes são responsáveis por um determinado setor do universo, assim como Hal Jordan é o Lanterna Verde do setor 2814. Cada setor tem um Lanterna Verde, exceto a Terra, que possui 4: Hal Jordan, Kyle Rayner, John Stewart e Guy Gardner (este último tem muitos “parentesis”).

Alan Scott

Alan Scott foi o primeiro Lanterna Verde da DC Comics. Durante muitos anos foi chamado “Lanterna Verde da Era de Ouro”, ou “Sentinela”, e, embora tenha o poder verde, sua origem não tem nada a ver com os policiais intergalácticos.

Alan era engenheiro executivo que, em 1939 envolveu-se em um acidente ferroviário, sendo o único sobrevivente. No trem havia uma lanterna ferroviária diferente das normais, que eram vermelhas. Esta era verde e foi encontrada por Scott alguns momentos antes do terrível acidente. A Lanterna emitia uma luz esverdeada e uma voz de dentro da Lanterna falava com Scott, dando-o instruções de sua missão como Lanterna Verde e instruindo-o a confeccionar um anel à partir de uma peça da Lanterna. Assim, Alan tornou-se o Lanterna Verde.

Scott casou-se, foi abandonado na noite de nupcias e mais tarde descobriu que sua ex-esposa era uma perigosa vilã.

O que fizeram com meu herói?

O que entra em discussão não é o fato de haver um herói gay, mas sim, o fato de pegarem um personagem clássico e modificarem toda a sua origem apenas para chamar a atenção.

As pessoas que não acompanham e que não sabem dos Lanternas Verdes simplesmente acham que “O Lanterna verde é gay” (minha chefe acha isso, meus colegas de trabalho acham isso…o mundo acha isso), o que não é verdade.

Scott é um personagem antigo, um clássico que inspirou gerações de leitores e entrou para a Sociedade da Justiça. Por que mexer com ele e não criarem um novo personagem (gay), fazer que ele trilhasse o caminho dos heróis e então conquistasse seu espaço entre os grandes heróis? Não é pré-conceito. De pré-conceitos eu entendo muito bem, mas não concordo com as reviravoltas que a DC faz com seus personagens, tornando-os conhecidos desconhecidos de seus fãs. É uma falta de respeito com seu criador, com a cultura da época em que foi criado e principalmente, com seus leitores mais antigos.

Hal Jordan, o Lanterna Verde prático

O segundo Lanterna Verde da DC foi Hal Jordan, lançado em 1959 como uma reformulação de Alan Scott.
Hal tornou-se o maior Lanterna Verde, virou vilão, morreu como herói e retornou do mundo dos mortos, teve um filme em 2011 e…bem, é hétero. Quando Hal virou vilão, Kyle tornou-se o último Lanterna Verde vivo. Já John Stewart foi criado para os desenhos da Liga da Justiça para TV a fim de sanar a falta de um herói negro na telinha.

Então, quando ouvir dizerem que o Lanterna Verde é gay, você agora terá toda a força de argumentação para perguntar: “Qual deles?”.

 

O ótimo "Lanterna Verde" estreia no Brasil

Lanterna Verde – O Filme, uma grande produção da Warner/DC sobre heróis. Possívelmente a melhor, depois de “O Cavaleiro das Trevas”, estreou nesta Sexta Feira, 19 de Agosto, bem atrasadinha em relação ao lançamento americano.

O filme conta a história de Hal Jordan, que recebe de um alien moribundo chamado Abin Sur um anel que lhe concede habilidades extraordinárias, de acordo com sua capacidade criativa e o torna um patrulheiro espacial chamado de “Lanterna Verde”.
A Terra está localizada no setor 2814, dos mais de 3000 setores do universo. Hal é designado a ser o patrulheiro deste setor e recebe treinamento de um ex-aluno de Abin Sur: Sinestro.

Hal, em sua primeira missão, tem de enfrentar o terrível vilão Parallax, que se alimenta de medo e representa uma ameaça para a Terra e para o planeta QG da tropa dos Lanternas Verdes, Oa, e está sob permanente supervisão dos Guardiões.

A história do filme é o mesmo clichê de sempre: O chamado, a descoberta, a negação, a mocinha, o perigo, o retorno triunfal, a ameaça a humanidade, o salvamento heroico e o beijo no final. Conta também a origem do personagem (que, na minha opinião, ficou bem convincente em relação aos quadrinhos) e mostra que, ao que parece, a DC aprendeu um pouco com a Marvel no cinema e trouxe um filme Top-Top.

Lanterna Verde pode não ter feito uma bilheteria de sucesso nos Estados Unidos e ainda ter conquistado uma nota “meia boca” pela crítica da veja, mas para os fãs de HQs, foi um prato cheio. Aventura, Poderes, efeitos especiais de ótima qualidade e um herói “humano”.

Confira o trailer abaixo e procure o cinema mais perto de você.

Lanterna verde traz no elenco Ryan Reynolds como Hal Jordan/Lanterna Verde, Blake Lively como Carol Ferris, Tim Robbins e Peter Sasgaard sob a direção de Martin Campbell.

PS: Não saia quando os créditos começarem a aparecer.

PS2: Continuar lendo a partir daqui é de sua inteira responsabilidade.

Para quem não conhece o Lanterna Verde “Hal Jordan”, pode achar que sua vida de herói foi sempre “heroica”. Não foi bem assim…

Alguns eventos ocorrem no ano de 1993, quando Superman morreu, voltou da morte e teve de enfrentar quatro “impostores”. Dentre esses impostores, um grande vilão, o Superciborgue, lançou uma bomba sobre Coast City, a cidade de Hal Jordan, dizimando toda a população local.
Hal ajudou Superman a derrotar os vilões e recuperar seu espaço, mas perdeu todos os entes queridos nessa “quest”.

Após esses eventos, Hal sentiu-se tentado a usar o poder do anel para trazer de volta sua cidade, mas seu pedido foi negado pelos guardiões. Enfurecido, ele então enfrentou e aniquilou toda a tropa dos Lanternas Verdes, assassinou quase todos os anões e lançou-se dentro da Bateria Central, absorvendo todo seu poder, assumindo a alcunha de Parallax e tornou-se um dos maiores vilões do universo DC.

Um anão escapou e então chegou na Terra à beira da morte. Com ele, havia um último anel e esse anel ele deu a Kyle Rayner, um desenhista de quadrinhos.

Anos se passaram e uma ameaça sem precedentes chegou à Terra: uma criatura chamada “Devorador de Sóis”, que simplesmente absorvia toda a energia de grandes estrelas. Era o fim da Terra.
Com a Liga da Justiça sem muita coisa para fazer, Superman sem poderes (afinal, sua energia vem do Sol), algo tocou o coração de Hal e ele então se sacrificou, em um ato de redenção, para salvar a humanidade do congelamento e aniquilação total.

Mais um tempo se passou e a DC Comics resolveu trazer de volta o bom e velho Hal. Para isso, ela contratou Geoff Johns para dar uma explicação para tais acontencimentos e revitalizar a franquia.

Johns então criou uma cadeia de  eventos, que incluía a “impureza” da energia amarela, a energia que impõe e se alimenta do medo no interior da bateria central. Essa impureza impregnou Hal até que ele fosse dominado pela entidade Parallax e fez tudo o que fez.

Explicado esse ponto, era hora de separar os dois e colocá-los cara-a-cara. Daí, surgiram, então, outros Lanternas: Azul, Vermelho, Lilás, Negros…zumbis…e por aí vai…

O Lanterna Verde é um antigo herói da DC, mas que ganhou mais notoriedade no início da década de 90. O primeiro Lanterna Verde foi Alan Scott e sua origem não trazia nada de “intergaláctico”.

Para saber mais sobre a história do Lanterna Verde, sugiro o podcast do blog Jovem Nerd “Lanterna Verde e o arco-íris de energia” e a animação “Lanterna Verde: Primeiro Voo”.

Lanterna Verde: Primeiro Voo sai dia 22

lanterna-verde-primeiro-voo[1] Na sequência de lançamentos de animações de seus personagens, a DC Comics lançou nos EUA do DVD com o longa Green Lantern: First Flight, que conta a história de como Hal Jordan se tornou o maior Lanterna Verde de todos os tempos. A tropa dos Lanternas Verdes, os anões de Oa e Sinestro…estão todos presentes neste que é um excelente material para fãs e quem não é fã vira.

O DVD será lançado em um evento no dia 22 de Agosto de 2009 na livraria Cultura do Shopping Villa Lobos, em São Paulo e contará com a presença de pessoas influentes na área de quadrinhos e entretenimento no Brasil.

Assista abaixo o trailer de Lanterna Verde: Primeiro Voo